fbpx

“Há uma confusão muito grande entre [cidadania] e [suposta pertença étnica/genealógica à grande família branca] do estado-nação; e a questão racial é um marcador imediato de não-pertença.”

Miguel Vale de Almeida é professor e investigador em Antropologia no ISCTE. Entre muitas, muitas outras coisas, reflecte abertamente sobre questões de identidade colectiva e comunitária; a imagem concebível do que é um português; e sobre a construção histórica do racismo que se mantém no estado e nas instituições administrativas portuguesas.

Da sua busca irrequieta conseguimos extrair cruzamentos de ideias que nos fazem acreditar que um dia poderemos ter uma sociedade mais resolvida – colectivamente – e que inclua perspectivas diversas em diálogo permanente.

Um trabalho de António Castelo.

www.qinews.pt